quinta-feira, 22 de julho de 2010

Prevenção animada!

Conhecer para se proteger!
video


Confira essa animação clicando no vídeo acima. Tenho certeza que você irá gostar!

Conscientizar os jovens sobre os riscos de se contrair o vírus do papiloma humano, doença sexualmente transmissível mais conhecida pela sigla HPV. Esse é o foco do primeiro vídeo informativo desenvolvido pelo Programa de Oncobiologia, rede que pesquisa o câncer, composta por instituições como a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a Universidade Federal Fluminense (UFF) a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e o Instituto Nacional de Câncer (Inca). 

O amor em tempos de HPV, nome da animação, conta a história de um casal que não usa camisinha na relação sexual e acaba contraindo o vírus. O enredo é o mote para explicar como o vírus é transmitido, quais as doenças causadas por ele e o que pode ser feito para evitar a contaminação. 
A jornalista Claudia Jurberg, coordenadora do núcleo de divulgação do Programa de Oncobiologia, disse em entrevista à CH On-line que grande parte das campanhas informativas sobre o HPV no Brasil é voltada para mulheres adultas. Mas as estatísticas apontam para a necessidade de se ampliar o público-alvo. 

“Recentemente, a Fiocruz divulgou uma pesquisa mostrando que o índice de contaminação por HPV em adolescentes entre 10 e 19 anos cresceu 2,6 vezes mais do que entre adultas entre 1999 e 2005”, alerta. E completa: “Por isso decidimos focar no jovem. A adoção de hábitos de vida, saudáveis ou não, acontece nessa fase”. 
O vídeo foi feito com a técnica stop motion, na qual os personagens são movimentados e fotografados quadro a quadro. Já na fase de edição, essas fotos são ordenadas em sequência, para dar a ilusão de movimento. Não há falas, apenas balões explicativos com frases em cinco línguas (português, espanhol, inglês, francês e alemão). Além disso, também há um intérprete da linguagem brasileira de sinais transmitindo a mensagem para surdos. 

Estão previstos ainda mais dois vídeos, sobre câncer de pulmão e de pele. Porém, ainda não foi decidido se a técnica de animação será a mesma. “Podemos fazer stop motion de recorte ou fazer animação em 3D”, adianta Jurberg. O grupo tem ainda planos de criar um jogo de RPG sobre os riscos do câncer.  
 

quarta-feira, 21 de julho de 2010

sábado, 17 de julho de 2010

Início

Hoje estou iniciando mais uma ferramenta para ajudar meus alunos e outros interessados em Ciência e Biologia. Aguardem as postagens... Abraços Prof Anna.